quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Mergulhe!

Mergulhe: esta é a ordem! Mas há algum perigo quando alguém mergulha. Há um perigo quando alguém se doa mais, se entrega mais, vai mais fundo. Há um perigo quando alguém aumenta sua intensidade. Esse perigo é que quanto mais fundo, quanto mais se entregar, você só tem uma escolha certa: continuar. Isso porque quanto mais fundo você estiver, menos tempo terá pra sobreviver. Se voltar atrás, será um caminho mais longo para tomar ar novamente. Para retomar...
Posso explicar melhor. Imagine-se num grande mar... No fundo, muitos peixes, corais, estrelas do mar, uma paisagem realmente incrível. Você só consegue alcançar e viver a experiência de ver tudo isso se você se aprofundar. Mas cuidado, mantenha o ar, mantenha o equilíbrio, porque se houver dificuldades, o caminho pra voltar torna-se o desespero. Você se afundou cada vez mais. E é assim conosco! Você pode estar vivendo uma vida com um desejo enorme de se entregar mais, só para ter algo. Isso envolve foco. Você tem foco em algo, deseja algo. Mas não esqueça que foco, gera também cegueira. Você não enxerga mais nada, não mede as consequências e vai cada vez mais se aprofundando naquilo que você acredita ser o certo. Mas cuidado! Quando perceber que talvez não é, vai estar tão afogado em si mesmo que o caminho de volta vai ser tortuoso!
E qual a ordem agora? Ora, mergulhe! Mesmo assim mergulhe. Nós, seres humanos somos tão imbecis que se não mergulharmos, vamos nos perguntar pro resto da vida se seria diferente. Então, mergulhe, aprofunde-se, se afogue, mas viva! Se você sobreviver ao que chamam de "vida" irá amadurecer e terá chances para se afogar de novo. Fazer o quê se é a lei da vida?
Matheus Araujo Dias

Nenhum comentário:

Postar um comentário